Saudades de mim.

A cada dia que passa descubro um pedacinho de mim. E hoje nao foi diferente. Varo a madrugada a fora em busca de mim. O Eu que se perde a cada curva. Hoje aqui, achei mais um pedacinho desse enorme quebra-cabeça. Descobri a saudade. Saudade de mim. Saudade de viver comigo, saudade de me bastar. A muito tempo não consigo pensar só em mim, sem pensar nele. A muito tempo não sei viver aqui, sem viver com ele. Sinto saudades de quando eu era Eu e ponto. Quando meu coração batia forte e descobria o novo. A vida se tornou diferente depois que você apareceu. Sim, pra melhor sem duvidas. Anjos apareceram na hora que eu mais precisava. E você não se foi, não distanciou como os outros. Você ficou ate agora. Mas conversando comigo, percebo que eu sinto falta de mim. Falta de pensar no que eu vou fazer sem depender de você. Eu te amo, é verdade, nunca menti isso, mas eu sinto falta de mim! Como pode ser isso? Talvez seja isso que nos falte. EU. A gente se prende tanto a um vicio, e quebrar essa corrente é tão difícil, eu diria impossível. Alguém que quer parar de fumar mas continua fumando um cigarro por dia não abandona o vicio nunca. A mesma coisa acontece com a gente. A gente continua nesse ciclo, nesse vicio, que muitas vezes não levam a lugar nenhum, outras vezes levam a todos os lugares. Mas o que eu quero agora, é leveza, pra cuidar de mim. Para me dar a liberdade e a independência que eu preciso pra ser Eu. Não quero grades, quero asas. Nós não conseguimos ficar juntos e ao mesmo tempo nos proporcionar essa liberdade. Como eu já disse, nossa sintonia tem um pouco de mal contato. Eu te amo é verdade, mas eu sinto falta de mim. E sinto que sinto falta de você, mas isso numa fração e numa escala um pouco menor. Eu preciso de mim. E eu preciso de você pra isso. Preciso da sua compreensão, do seu respeito e da sua paciência. O tempo ainda existe. E a distancia também. Acho que nós dois precisamos descobrir o Eu sem você, e o você sem Eu. É verdade que pra você com certeza é mais fácil visto que os homens, pensam mais com a outra cabeça. E as mulheres já que não tem outra, usam essa mesma, sentimental e boba, que morre de raiva ao pensar que ele tá aproveitando muito mais do que ela. Nós agora mais do que nunca, precisamos dos nosso amigos, não dos de lá. Mas os daqui, que é onde nossos pés e cabeças estão. Outra pane no sistema. Minha vida é aqui, tudo meu aqui. E você? Onde esta? Onde estão seus pés e cabeças? Eu tenho agora tudo que eu queria. Você. Com direito a celular, orkut, e tudo mais. Mas não sei por que, algo não encaixa. E eu odeio o fato de não encaixar. E eu odeio o fato de poder te fazer sofrer, apesar de achar que o sofrimento e a dor são equivalentes ao crescimento. A gente cresce é nos momentos difíceis de rupturas e tudo mais. Por isso, hoje, eu te peço me ensina a viver sem você? Para que eu possa um dia viver com você. Eu te pedi tantas vezes para ser inteiro, e agora me descubro metade. Mas a vida é assim. Um dia a gente fala no outro ouve. Um dia bate no outro apanha. Up and Down.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um belo dia

Mundo mundo vasto mundo