Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Cade?

Cade o amor?
Abriu a porta e saiu.
Entra de novo? Com uma outra cara, um novo perfume, um novo gosto, e um no desejo.
Volta?
te convido pro jantar, deixo voce me levar.
Mas cade você? Tu visita as outras casa mas nao a minha. Por que?
Cade?
Ainda nao apareceu.
Foi e nao voltou.
Procuro sem saber o que.
Enxergo mas nao sei o vejo.
Sem bússola ou lanterna, sigo.
Alguem pode me informar se viu essa pessoa vagando por ai?
Procuro-a a vida toda, ainda nao achei.
Um acho, talvez.
A pessoa, a qual me refiro eu nao conheço, mas ela me conhece a tempos,blusa branca, ela veste. Nada fora do comum, apenas pra mim.
Mas alguem viu ela por ai? Sentada num bar ou numa praça?
Continuo pelas ruas , andando, andando, sabendo que vou chegar, e encontrar.
Quando? O que? Como?
Cade?
Não sei.
Bons são aqueles que nao sabem os motivos das açoes que os movem. Simplismente agem pelo fato serem bons.
Madrugadas sem fim, sonhos sem fim.
Milhoes de historias transformadas em filmes de ficçao, nada baseados…

Ame sonhe lute

É engraçado como, na correria do dia-a-dia a gente nao para pra reparar na falta que gostar de alguem faz falta, principalmente o frio na barrica, o coração acelerado. AI que falta que faz. Ouvir uma musica, e lembrar de alguem. Ver um filme romantico e se imaginar nele com seu amor..Ter alguem pra dançar na rua, beijar na chuva, fugir de madrugada. Viver.
Mas na correria do dia-a-dia a gente nao para pra reparar na falta que faz distribuir amor. A gente passa correndo pela vida das outras pessoas sem nem perceeber que passou. como a pessoa que sai do predio segundos antes de voce. Voce nem viu quem era, mas ela mora no mesmo endereço que voce, tem a mesma rotina que voce. A gente passa pela vida das pessoas sem pedir licença para entrar. a gente bagunça tudo e sai sem nem dizer tchau. A vida é tao efemera mas a gente ainda sim insiste em nao querer amar, em dizer que amor só tras sofrimento. E o que é a vida sem amor? Se nao houvesse amor estariamos aqui? Se não tivesse amor, have…

Miragens tortas

Miragens tortas de um passado tão presente. O olhar de um amigo, sorriso de um desconhecido, lembranças tão conhecidas mas jamais vividas. A sensação de tudo voltar. O medo, a insegurança. O minimo. A saudade, o estranho, o novo misturando com o velho. Miragens tortas pelo espelho. Cade?

Ph...

Fotos na Estante
Skank
Sem mais nem menos
Sem remédio, sem desculpa
Em horas tortas
Horas tímidas, ocultas
Pelas esquinas
De olhares indiscretos
O nosso amor
Amor claro de objeto
Sem dor ou crime
Amor simples e direto
Entre os pássaros de barro descansando na estante
Pelas costas amarelas dessas fotos insinceras
Descobri lindas mentiras tão terríveis quanto belas
Digo o que fazer então, são memórias tão reais
Do que nunca aconteceu
Refrão
Desenhei miragens tolas
Nas margens do seu deserto
E uma verdade impossível
Só pra ter você por perto
Sem dor ou crime
Amor simples e direto
Entre os pássaros de barro descansando nas estantes
Pelas esquinas
De olhares indiscretos
O nosso amor
Quebrou feito objeto
Digo o que fazer então, são memórias tão reais
Do que nunca aconteceu
Refrão
Desenhei miragens tolas
Nas margens do seu deserto
E uma verdade impossível
Só pra ter você por perto
Desenhei miragens tolas
Nas margens do seu deserto
E uma verdade impossível
Só pra ter você por perto

Silence

Tem horas que não se tem o que falar, fazer ou responder. A saudade e a falta são grandes , mas a lembrança é forte demais pra me fazer voltar atras. É como a nostalgia de lembrar um domingo de sol que ficou na lembrança, e logo acabou. Chegou segunda. Mas ele continua ali na lembrança. Sem sentimentos. O medo que eu sentir só de pensar em te ver de longe já diz por si só, que nao se deve reecontrar o passado na esquina, nem fugir dele. Mas deixar ele viver no seu canto, no seu lugar, sem mexer demais mas sem esquecer.
Quando eu vi aquele sinal de vida inesperado, o frio na barriga. E agora? Qual a resposta? Como dizem os mais velhos, na duvida, não faça nada. Não faço. Talvez pelo medo de te machucar, pois nao tem nada para se falar. Só o silencio.
Agora eu sei. O silencio diz mais que mil palavras.